29.jun.2011 | Silvia Cardoso | Roteiros na região Sudeste do Brasil

Rodovia Rio-Santos

Às margens do Oceano Atlântico uma estrada rasga o verde da Mata para se aprofundar cada vez mais perto do mar. A Rodovia Rio-Santos, por ser o acesso aos principais destinos turísticos de São Paulo e do litoral fluminense, nem sempre tem a atenção devida com relação à sua beleza.

rodovia-rio-santos

Rodovia Rio-Santos – Por Weverton lucindo (Trabalho próprio pelo carregador) [CC BY-SA 3.0], undefined

Antes de ser pavimentada e de existir automóveis para percorrer grandes distâncias, os índios brasileiros já cortavam caminho entre as árvores e faziam a sua própria trilha até o litoral. Era a primeira versão do que anos depois seria a Rodovia Rio-Santos.

As curvas da estrada de Santos são o Km zero da nossa viagem ao litoral do Rio de Janeiro. E quando uma estrada vira tema de uma música, isso significa que ela é tão inspiradora quanto uma beleza arrebatadora.

Uma curiosidade, a canção de Roberto e Erasmo Carlos foi baseada na Estrada Velha de Santos que passou anos fechada para trânsito. Atualmente, ela foi reaberta e o passeio de quatro horas é bastante intrigante; como uma volta ao reinado do D. Pedro II, a estrada de pedra é entrecortada por ruínas históricas e tudo parece do século passado.

Voltando ao nosso trajeto inicial, o marco zero da Rio-Santos não fica na região central de Santos, ela está mais afastada e também pode ser utilizada por quem vem de Guarujá (a Acapulco brasileira).

Os planos retos, as subidas e as descidas da estrada revelam o desenho que os rios fazem no campo verde, com o mar surgindo por trás de densa mata e os morros se erguendo no horizonte.

As cidades litorâneas e as praias apontam depois de alguns metros. Quem já viajou para São Paulo sabe como as localidades são distantes umas das outras e a paisagem de fazenda às vezes pode cansar, deixando a trajetória um pouco entediante.

Após passar pelas cidades paulistas Bertioga e Maresias, você chega à Ilhabela. Se a curiosidade for grande, você pode cruzar (15 minutos de travessia) de balsa e conhecer a cidade. A paisagem da vila dos pescadores é exótica e simplesmente natural.

Ubatuba é a última cidade paulista antes do Rio de Janeiro. Quem lhe dará as boas vindas é a cidade de Trindade. Depois dela, você terá à vista um cenário de cartão postal. Paraty não só é um lugar histórico, como também respira cultura. Dependendo da época de sua viagem, você poderá participar da Festa Literária Internacional de Paraty.

rodovia-rio-santos

Cachoeira da escada – Sofia Prado [CC BY-SA 3.0], undefined

Colocando mais uma vez o pé na estrada, depois de passar pela pequena Mambucaba, a paisagem agora é cortada pela visão dos reatores da Usina Nuclear de Angra dos Reis. E aqui a Rodovia Rio-Santos ganha outra importância: quando foi construída a Usina, era necessário criar uma rota de fuga para o infortúnio de um acidente nuclear.

A BR-101 (que engloba a Rodovia Rio-Santos) faz parte do plano de fuga criado pela Defesa Civil. Como as condições da pista não seriam adequadas para um alto fluxo de carros, estão sendo analisadas pelo Dnit outras opções de escoamento, mas por enquanto a Rodovia Rio-Santos é a principal salvadora.

No trecho do Rio de Janeiro a estrada não tem boas condições, a iluminação é precária, a pista é estreita, quase sem acostamento e são comuns os deslizamentos de terras. O que faz valer a pena percorrer esta estrada é a paisagem. Pequeninas vilas, cidades e praias ficam para trás e o motorista começa a rumar ao destino final.

No caminho entre Angra dos Reis e a capital, Rio de Janeiro, o cenário passa de rota litorânea para uma paisagem campestre entre campos e áreas rurais. O fim do nosso destino está próximo. A Rio-Santos acaba quando adentra na cidade do Rio de Janeiro, morrendo na Avenida Brasil.

Pelas curvas da Rio-Santos

Por ligar São Paulo ao Rio de Janeiro e transpassar pelo litoral destes estados, o trânsito é intenso e durante períodos de chuva podem ocorrer deslizamentos que deixam a área congestionada.

rodovia-rio-santos

Por Cacobianchi (Trabalho próprio pelo carregador) [Public domain], undefined

Nem toda a rodovia tem mão dupla e o tráfico intenso de caminhões dificulta as ultrapassagens. Esteja 100% seguro quando for realizar uma, pois a visibilidade das muitas curvas é afetada pelas árvores.

Como a pista é boa de dirigir em alguns trechos, não queira testar a velocidade de seu carro. Preste atenção nas placas e mantenha o limite máximo de velocidade, pois em certas vias há radares.

Imagens em tempo real

No site da Sindiproventer há a localização dos equipamentos de fiscalização. No Km de São Paulo, o DER-SP informa em seu site os pontos de fiscalização e tem câmeras ao vivo que mostram a situação da Rio-Santos a cada 20 segundos.

Outro site que também disponibiliza imagens em tempo real é o Estradas e Rodovias. Por ele, você pode saber como está o tráfego e se há alguma área congestionada.

E a sua experiência nas curvas da rodovia Rio-Santos, foi boa? Se você já pisou fundo nesta pista ou tem vontade de percorrê-la, use a nossa caixa de comentários e divida a sua opinião!

Se você vai viajar, mas seu carro não está com boas condições, que tal alugar um carro para não cancelar a viagem? Veja no site do Rentcars.com as várias promoções de aluguel de carros!

Compartilhe

Todos os esforços foram feitos para validar todas as informações dos textos publicados neste blog no momento da sua redação, porém a Rentcars.com não se responsabiliza por imprecisões ou alterações futuras que possam ocorrer em função do dinamismo das ofertas e condições do mercado de turismo. Os artigos aqui publicados, bem como os eventuais comentários de seus leitores, têm caráter meramente informativo e cabe ao cliente validar antecipadamente junto a Rentcars.com e/ou Locadoras qualquer informação que possa afetar seus planos de viagem.

2 comentários »

Nenhum comentário ainda sobre o post. Seja o primeiro a comentar.

Feed RSS dos comentários deste post

Deixe um comentário