15.jul.2011 | Rentcars.com | Cidades Dicas

Dirigir no Trânsito de Curitiba

Curitiba, a capital do estado do Paraná, é conhecida por muitos como “Cidade Modelo”, é uma cidade de beleza incontestável, com suas ruas arborizadas e uma consciência ecológica de dar inveja a muito ativista do Greenpeace. Os curitibanos orgulham-se da organização de sua cidade, e muitos ainda ressaltam todo o planejamento pioneiro realizado pelo arquiteto e ex-prefeito da cidade, Jaime Lerner.

Nos anos posteriores a este planejamento, Curitiba recebeu uma projeção nacional e internacional ao ser apontada por diversas fontes respeitáveis como uma das cidades com melhor qualidade de vida do mundo, o que fez com que habitantes de outras regiões migrassem em peso para a capital ecológica.

Mas estaria Curitiba preparada para esta explosão habitacional? O planejamento urbano da cidade conseguiria manter os padrões de qualidade de vida?

Muitos ainda discutem este tema na cidade, e existem os que defendam que nem mesmo atualmente a capital está preparada para suportar o número de habitantes que aqui residem.

Sendo morador de Curitiba, já fui defensor dos dois lados desta discussão, mas como não sou urbanista, não tenho condições de chegar a qualquer conclusão que não se baseie em um “achismo”.

Porém, existem alguns fatores que dão sustentação à teoria da superpopulação curitibana, e um desses fatores é seu trânsito.

dirigir-no-transito-de-curitiba

Palácio Avenida e o famoso bondinho – By Morio – Own work, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=494393

O Trânsito em Curitiba

Com uma frota de 1.019.000 veículos até agosto de 2007, estima-se que Curitiba alcançou uma taxa de motorização de 0,57 veículos por habitante, uma das maiores do Brasil (inclusive superior à do município de São Paulo, que chega a 0,45 veículos por habitante).

Com o grande número de automóveis em circulação, a cidade começou a apresentar situações caóticas de engarrafamentos, principalmente nos horários das 17h30 até às 19h00.

dirigir-no-transito-de-curitiba

By AUGUSTO JANISCKI – Flickr: CURITIBA – BRASIL BY AUGUSTO JANISCKI JUNIOR, CC BY 2.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=21445055

Os representantes das frotas dos tradicionais taxis alaranjados, que embora tenham aumentado seu número de veículos para aproximadamente 2300, relatam que o número de passageiros transportados diminuía consideravelmente devido ao tempo que os veículos gastavam em engarrafamentos.

Em meio ao caos automotivo gerado na cidade, é realizado então um novo planejamento para o trânsito em Curitiba. É priorizado e ampliado o sistema de binários na cidade, sistema que consiste em duas ruas paralelas de sentidos únicos e contrários.

Também é prioridade deste novo planejamento a diminuição do número de veículos no anel central da cidade, o que é feito mediante a intervenção no fluxo viário, ou seja, a diminuição do número de ruas com sentido direcionado para o centro da cidade.

Desde a adoção deste novo sistema, é notável que o trânsito está muito mais desafogado do que nos anos anteriores, mas muitos ainda defendem que uma fluidez aceitável só seria alcançada através da construção de um sistema viário com viadutos, trincheiras e outras obras de grande porte.

E o famoso transporte público?

Curitiba é famosa por seu sistema de ônibus, considerado por especialistas como um dos mais modernos e eficientes do Brasil.

Este sistema serviu de inspiração para diversas capitais mundiais, tais como Nova York e Londres, e sim, o ônibus biarticulado foi inventado aqui.

Então você pensa, “Em Curitiba, o melhor é andar de ônibus certo?”.

Errado! Não é bem assim.

Qualquer curitibano irá lhe dizer que a experiência de se pegar o ônibus na capital não é nada agradável, e todos os que já tiveram a oportunidade de andar no Inter 2 (o famoso falcão prateado) sabem exatamente ao que Dante se referia na Divina Comédia.

Caso você dependa de algum sistema de transporte público, vá de taxi. Mas saiba que dos cerca de 2300 carros da cidade, apenas cerca de metade deles é cadastrado como rádio-taxi. Portanto, se quiser usufruir desta comodidade, você provavelmente terá de esperar um bom tempo até que o veículo chegue.

Existem diversos pontos de taxi pela região central e não é difícil encontrá-los em circulação na cidade; o difícil é encontrá-los livres. Caso consiga, você ainda terá de lidar com o mesmo trânsito e ainda por cima irá pagar um preço altíssimo.

Portanto, dentre as opções existentes em Curitiba, a melhor ainda é dirigir seu carro.

dirigir-no-transito-de-curitiba

As belas Estação Tubo, cartões postais da cidade (ao fundo o MON) – By AUGUSTO JANISCKI – Flickr: Cidade de Curitiba by Augusto Janiscki Junior, CC BY 2.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=21455459

Mas Afinal, dirigir em Curitiba é ruim?

Para aqueles que conhecem a cidade e sabem das suas armadilhas no trânsito, não.

Todo curitibano sabe que está “perdido” caso tenha que trafegar na Avenida das Torres às 18h30. Também sabe que terá de ter paciência caso não consiga evitar a rua Ângelo Sampaio, na região do Batel, às 18h00. Dessa forma, o motorista experiente simplesmente evita estes locais.

Mas e você que não conhece a cidade, como vai fazer para conhecer as maravilhosas atrações que Curitiba tem a oferecer?

Foi pensando em você que nós da Rentcars.com fizemos este post! Portanto não se desespere, pois se você souber de alguns macetes, esta pode se tornar uma das melhores cidades para se dirigir.

Dicas para Dirigir em Curitiba

– Devido ao sistema binário, é fácil encontrar caminhos alternativos. Caso sua rua esteja engarrafada, avance algumas quadras até uma paralela de mesmo sentido, você chegará ao mesmo destino;

– Evite as ruas Brigadeiro Franco, Av. Silva Jardim, Av. Getúlio Vargas, Av. Visconde de Guarapuava, Av. Guararapes, Av. das TorresÂngelo Sampaio e Av. Desembargador Westfalen nos horários das 17h30 às 19h00;

– Evite as ruas Ângelo Sampaio, Av. Iguaçu, Martin Afonso, Av. Sete de Setembro, Av. Vicente Machado, Av. 24 de Maio, André de Barros, Pe. Agostinho e Av. João Gualberto nos horários de entrada e saída das escolas. (das 8h00 às 9h30, 12h30 às 13h30 e 17h30 às 18h00);

– Evite as ruas Chile, Av. 24 de Maio, Av. Presidente Kennedy, Av. Quinze de Novembro, Av. Treze de Maio, Dr. Faivre e General Carneiro nos horários de entrada e saída das faculdades. (das 8h00 às 9h30, 12h30 às 13h30, 17h30 às 18h00 e 21h30 às 22h30);

– Fique atento aos Boletins de Trânsito da URBS;

– Siga as notícias no twitter do @transitocwb para ficar por dentro do fluxo das ruas da cidade;

– Fique atento às 3 Faixas Verdes na pista, pois elas indicam a localização dos radares, que podem variar com limites de velocidade de 40km/h, 60km/h e 70km/h;

– Evite trafegar pelo centro em horário comercial, principalmente nas ruas Marechal Deodoro Av. Marechal Floriano;

– O Trânsito na Av. Batel já não é muito fluente, mas de quinta a domingo à noite ele fica caótico, pois nela estão concentrados os melhores bares e baladas da cidade. Durante este período, nesta avenida, os motoristas não respeitam as faixas, param em fila dupla e dirigem com uma velocidade inferior à um carrinho de bateria. Portanto, só passe por aqui das 19h00 às 23h00 de quinta-feira a domingo caso sua intenção seja aproveitar os bares e a noite curitibana;

– Dirija sempre com prudência e responsabilidade.

Agora que você já está preparado e conhece todos os segredos da capital paranaense, só falta escolher o seu veículo para poder aproveitar todas as maravilhas que essa cidade tem à oferecer!

E você? Tem alguma dica sobre como dirigir em Curitiba?

Não deixe de comentar e deixar sua sugestão!

Compartilhe

Todos os esforços foram feitos para validar todas as informações dos textos publicados neste blog no momento da sua redação, porém a Rentcars.com não se responsabiliza por imprecisões ou alterações futuras que possam ocorrer em função do dinamismo das ofertas e condições do mercado de turismo. Os artigos aqui publicados, bem como os eventuais comentários de seus leitores, têm caráter meramente informativo e cabe ao cliente validar antecipadamente junto a Rentcars.com e/ou Locadoras qualquer informação que possa afetar seus planos de viagem.

Nenhum comentário »

Nenhum comentário ainda sobre o post. Seja o primeiro a comentar.

Feed RSS dos comentários deste post TrackBack URL

Deixe um comentário