23.mar.2012 | Silvia Cardoso | Roteiros na Europa

Roteiro Grécia: Salônica, Atenas e Pátras

Já pensou em ir para a Grécia, lar de figuras históricas e mitológicas que construíram nossa realidade? Conheça Salônica, Lárissa, Atenas e Pátras e faça as malas!

 

Poucos países no mundo carregam uma bagagem cultural tão grande quanto a Grécia. O mundo fantástico dos deuses mitológicos se torna real durante o nosso roteiro pelas cidades de Salônica, LárissaAtenas e Pátras.

Durante o trajeto, veremos que os ideais de beleza perseguidos pelos gregos foram atingidos nas obras arquitetônicas destas três cidades. E a Grécia tem outra característica que a torna ainda mais formidável: seu mar de azul intenso.

Templo Grego com vegetação ao redor

Templo Grego – Por Zé Valdi – CC BY-SA 2.0

Se você está pensando em alugar um carro no país e não sabe como proceder, por meio do nosso site você encontra as tarifas mais baratas e ainda tem todas as informações que precisa em português. Depois de ser realizada a reservada, você só terá que retirar o carro na agência da cidade destino, sem nenhuma complicação.

Salônica: o que fazer na nossa primeira parada

Para entender Salônica é preciso olhar para o seu passado. Fundada em 316 a. C., a cidade passou de mão em mão conforme a Grécia era invadida e dominada por diferentes povos. Usada até como moeda de troca, Salônica tinha uma imensa população judia, que acabou sendo quase dizimada durante o Holocausto. Sua história, apesar de triste, foi fortalecida por estes fatos. Salônica deixou as dores de lado e hoje é uma cidade vibrante e cosmopolita.

O local mais visitado de Salônica é uma antiga torre que protegia a cidade, a Torre Branca, antigo presídio medieval. O muro bizantino que formava um cinturão de segurança também pode ser visitado durante o passeio pelo centro.

Por ser uma cidade medieval, há algumas características de Salônica que exemplificam como era a época. O Arco de Galério foi uma construção feita simplesmente para impressionar. A rotunda, erguida como mausoléu para o imperador Galério, é outra prova do poderio imperial.

Torre Branca e praça com turistas e pedestres

Torre Branca – Por Tilemahos Efthimiadis – CC BY-SA 2.0

Entretanto, quem figura entre os programas mais educativos e divertidos da cidade é o Museu Arqueológico de Tessalônica, com um acervo completíssimo, indo do Império Bizantino até a Era Romana. Falando no Império Bizantino, muitos dizem que, depois da Turquia, Salônica é o local com mais amostras da arquitetura desta civilização.

E a Catedral Ahiropiitos, a Hagia Sofia e a Panagia ton Halkeon estão ali para confirmar esta tese. De cores terrosas, estes edifícios têm uma fachada singular, sem quase nenhuma representação religiosa no exterior. A maior catedral da Grécia fica em Salônica, a Agios Dimitrios, e assim como as outras não é tão impressionante pelo exterior, mas sim no interior, que revela magníficos mosaicos.

Salônica é uma cidade simpática, suas praças são enfeitadas e há bares ao redor. Por ser uma cidade universitária, sua vida noturna é incessante. As melhores praias da cidade são: Agia Triad, Nei Epivates Palirria e Nea Michaniona. Na orla de Salônica você poderá aproveitar as lojas e restaurantes espalhados pela região.

Lárissa: lar do Monte Olimpo

Castelo em Lárissa na Grécia

Castelo em Lárissa – Por Ronny Siegel [CC BY 3.0], from Wikipedia Commons

Como o trajeto entre Salônica e Atenas é de cinco horas, sugerimos uma pausa em Larissa, você não vai se arrepender. A distância entre Salônica e Lárissa é de 150 km, menos de duas horas de viagem. A cidade guarda relíquias como o Teatro Antigo e a Ágora Antiga. Na mesma região também se encontra o mitológico Monte Olimpo, lar dos doze deuses do Olimpo.

De Lárissa até Atenas são mais 354 km, aproximadamente 3h30. A viagem nos leva até uma cidade incrível e cheia de história.

Atenas: o que fazer na capital da Grécia

Na mitologia grega, a deusa Atenas é conhecida como o símbolo da sabedoria, das artes e da guerra. E a cidade fundada com seu nome é descrita nos fundamentos intrínsecos da deusa. Vivendo da glória de seu passado, Atenas está passando por momentos difíceis devido à crise econômica, mas mesmo com seu infortúnio, a cidade ainda fascina.

Os morros que levam aos templos dos deuses avivam nos turistas uma sensação estranha: você está pisando no mesmo solo que, há milhares de anos, presenciou Aristóteles, Platão e outros intelectuais mudarem toda a ciência e filosofia mundial.

Acrópole de Atenas iluminada à noite

Acrópole de Atenas à noite

A Acrópole de Atenas é histórica e por isso nosso roteiro começa lá, local onde a cidade se originou. Para chegar à Acrópole é preciso subir uma colina e então desfrutar das ruínas dos templos atenienses. O Panteão, o Erectêion, e o templo dedicado a Atenas são apenas escombros, mas é possível ver os detalhes da arquitetura clássica grega.

Caso queira revisar a história e se aprofundar em seus conhecimentos, procure o Museu Arqueológico Nacional de Atenas, o Museu Bizantino e Cristão de Atenas, Academia de Artes de Atenas e o Museu Histórico Nacional de Atenas. Neles você estará bem abastecido de informações e poderá ver obras que expõem a opulência vivida pela cidade.

Vista da plateia do Teatro de Dionísio

Teatro de Dionísio, o mais importante da Grécia antiga

Bem pertinho da Acrópole está o Teatro de Dionísio, o Odeão de Herodes Ático e o templo do deus do Olimpo, Zeus. Este último é apenas um esqueleto do que já fora, só restaram as colunas clássicas.

Ainda há as igrejas de Igreja de Panaghia Kapnikarea e a Catedral Metropolitana de Atenas para serem visitadas antes de sabermos como os gregos se divertem à noite.

Atenas é grandiosa e energética e na região do Porto de Pireus há algumas casas noturnas e a bela vista do mar. Por toda cidade ocorrem festas, independente do dia da semana. Os gregos são cordiais com todos e gostam de farrear até o sol nascer. Em Atenas, as tavernas, pubs e restaurantes estão concentrados no bairro de Kolonaki.

De Atenas até a nossa próxima parada, Pátras, são 211 km, que você consegue viajar em aproximadamente duas horas e meia.

Pátras: praias e construções históricas

Cidade de Pátras na Grécia e sua ponte Charilaos Trikoupis ou Ponte Rio-Antirio

Pátras, com sua incrível Ponte Rio-Antirio ao fundo, a segunda maior ponte estaiada do mundo

Depois de tudo o que Atenas tem a oferecer, vamos em frente seguindo ao norte até Pátras. Caso você queira fazer uma parada entre uma cidade e outra para descansar, você pode passar em Corintos. Lá é possível conhecer o castelo da cidade, o templo de Apolo e Afrodite e o famoso Estreito de Corinto.

Pátras não tem o mesmo glamour de Atenas, mas é uma adorável localidade para descansar, aproveitar a vida boêmia e desfrutar das belas paisagens litorâneas. As reminiscências de seus antigos colonizadores estão presentes no Odeão Romano, no Anfiteatro romano e no Castelo Medieval, construído durante o domínio bizantino. Os turcos, que também passaram pela cidade, deixaram como herança o banho turco, que ainda funciona tal como antigamente no edifício chamado Hamam.

A Praça Georgiou I é a mais importante da cidade e, consequentemente, é também reduto de opções de entretenimento, como o Teatro Apollon. A imponente Catedral Agios Andreas é um programa imperdível. Em Pátras há várias praias lindas, onde a água é transparente. Em algumas, a areia é grossa, mas para matar o calor ela funciona perfeitamente.

Como chegar

Salônica até Atenas: saindo da cidade, pegue a Ionos Dragoumi/Ίωνος Δραγούμη e vire à direita na Egnatias/Εγνατίας seguindo pela Plateia Dimokratias/E90. Vire à esquerda na Pros Monastiriou e depois faça outra curva à direita na Eikostis Ektis Oktovriou. Siga pela Stathmou e depois entre na Nea Dytiki Eisodos. Ao pegar a Thessalonikis-Malgaron ela o levará até a rodovia E75. Na saída Makrychori Larisa, siga as placas com destino a Λάρισα/Larisa. Mantenha-se à direita para entrar na bifurcação Λάρισα/Larisa da E92.

Larissa até Atenas: entre novamente na rodovia seguindo as placas rumo à cidade de Atenas. A via é longa e você passará por várias cidadezinhas. Para entrar em Atenas é preciso entrar à esquerda em direção a Leoforos Athinon. Continue pela Achilleos e na Plateia Karaiskaki será preciso pegar a Pros Deligiorgi. Você já estará no centro da cidade.

Atenas até Corinto: na saída de Atenas pegue a Leoforos Athinon e continue por Pros Chaidari, sentido Corinto no trajeto 8. Siga em frente pela Nea Ethniki Odos Athinon-Korinthou, rodovia 8A/E94, e depois pegue a saída para Korinthos (Corinto).

Corinto até Pátras: para sair da cidade é preciso pegar a Palaia Ethniki Odos Athinon-Patron, virar à direita na Nea Ethniki Odos Athinon-Patron sentido Patra. Siga por esta via contornando todo o litoral grego para então avistar Pátras. Pegue a Ethniki Odos Patron-Athinon e depois vire à direita na Kanellopoulou e à esquerda na Iroon Polytechneiou que leva até o centro da cidade.

Veja como ficou o nosso roteiro pela Grécia!

 

 

E você, já visitou a Grécia ou tem vontade de conhecer o país? Deixe a sua mensagem!

 

Receba as ofertas Rentcars.com!

Você fará parte da nossa lista vip para receber ofertas exclusivas com até 60% de Desconto!

Compartilhe

Todos os esforços foram feitos para validar todas as informações dos textos publicados neste blog no momento da sua redação, porém a Rentcars.com não se responsabiliza por imprecisões ou alterações futuras que possam ocorrer em função do dinamismo das ofertas e condições do mercado de turismo. Os artigos aqui publicados, bem como os eventuais comentários de seus leitores, têm caráter meramente informativo e cabe ao cliente validar antecipadamente junto a Rentcars.com e/ou Locadoras qualquer informação que possa afetar seus planos de viagem.

1 comentário »

Nenhum comentário ainda sobre o post. Seja o primeiro a comentar.

Feed RSS dos comentários deste post

Deixe um comentário