05.jun.2012 | Rentcars.com | Cidades Roteiros

Roteiro Mônaco, Gênova e Nápoles

A Itália reserva muitas surpresas aos visitantes do mundo todo. Da Riviera Francesa à costa italiana, no roteiro de hoje visitaremos a exuberância natural e material do Principado de Mônaco, veremos o contraste entre o brilho do mar mediterrâneo e as soturnas ruas de Gênova e Nápoles.

Durante a rota pela costa europeia, seremos tentados pela luxúria, a soberba e a gula de Monte Carlo, Gênova e Nápoles. O pecado e a religiosidade ocupam o mesmo espaço nestas regiões incrustadas nos chamados Alpes Marítimos. Alugar um carro para percorrer a costa europeia é uma das melhores sensações que um turista pode sentir. As estradas são bem conservadas e muitas passam por exuberantes paisagens compostas de campos verdes.

Mônaco

O Principado de Mônaco, situado na Riviera Francesa, tem apenas 2 km de extensão, e aí você já repara que viajar de carro pelo local consumirá menos de três dias. Mônaco está numa região chamada de Alpes Marítimos e a melhor visão do mar é através de Mônaco Ville. No bairro, além da vista esplendorosa, você também pode visitar o Palácio do Príncipe e o Museu Oceanográfico de Mônaco, que reúne um acervo de espécies marinhas e artefatos para a exploração marítima.

Descendo as estreitas ruas de Mônaco Ville continue o caminho até o porto, no bairro La Condamine. A Catedral de Mônaco, situada ali, tem fachada inspirada na arquitetura bizantina e o seu interior tem pinturas e enfeites de ouro.

O trânsito de Mônaco inspira paciência – como suas vias são estreitas, ocorrem alguns congestionamentos, contudo até o engarrafamento é de se admirar: Ferraris, Lamborghinis e outros carrões fazem fila juntamente com você. Para desfrutar da noite como uma celebridade, siga até Monte Carlo. Os cassinos e bares dos hotéis servem tanto para o happy hour quanto para a balada. Os lugares mais conhecidos são o Gran Cassino – que foi set de filmagem para o filme “Cassino Royale”, e o Le Sporting Club. Mas uma dica: não saia de jeans e tênis, a entrada só é permitida para quem está em trajes formais.

Gênova

Em Gênova, o visitante consegue visitar o passado e o presente da cidade em poucos passos. A capital do estado de Ligúria, banhada pelo Mar Mediterrâneo, expandiu o seu domínio durante o período das grandes navegações, conquistando novas colônias e trazendo para si, as riquezas roubadas. Gênova, também chamada em seus primórdios de A Soberba, tem uma característica única: durante o passeio de carro, não há muitos campos abertos de visão, os prédios com ares medievais estão sempre ao lado das avenidas e ruas ocupando toda a paisagem.

Para você conhecer quatro atrações de uma só vez, siga até a Via Garibaldi, uma via histórica descrita pelo escritor Charles Dickens como uma perspectiva apertada de imensas mansões sob uma estreita faixa de brilho. A frase fica mais nítida ao caminhar pela via, a pouca luz solar e a música italiana ecoada em alto e bom som, transcorre pelos labirintos que conduzem aos palácios: Palazzo Tursi, Palazzo Rosso, Palazzo Grimaldi e Rolli di Genova. O conselho é deixar o carro estacionado nos arredores, pois assim fica mais fácil para depois seguir caminhando até o próximo ponto turístico: a Basílica de San Sírio.

roteiro-monaco-genova-e-napoles

Piazza di Ferrari – By Hpschaefer www.reserv-a-rt.de (Own work) [CC BY 3.0], via Wikimedia Commons

Ainda na região central, pegue o carro e siga em direção à Piazza di Ferrari, a ponte entre a modernidade e a antiguidade. A praça datada do século XIX proporciona uma visão em 360º graus do centro comercial de Gênova, e também é ponto de acesso para o museu Palazzo Ducale, a igreja Chiesa Del Gesú e o Teatro Carlo Felice.

Vale à pena reservar algumas horas do seu roteiro para visitar o festivo Porto da cidade. Na mesma área também está o Aquário de Gênova, o maior da Itália. Ao lado dele está outro museu temático, o Pavilhão do Mar e da Navegação que conta, através de objetos, a história marítima da humanidade.

No porto é que se inicia a farra, como um bom marujo você pode atracar em um dos bares para ouvir histórias curiosas e beber. O bar La Goletta é o mais frequentado. Quando a fome apertar, siga até o coração da cidade, na Piazza delle Erbe, reduto de bons restaurantes e pizzarias.

Para a noite terminar de forma bem romântica, faça o contorno do porto até a Lanterna di Genova. À noite a torre ganha uma iluminação especial, clareando o mar em conjunto com as estrelas.

Nápoles

roteiro-monaco-genova-e-napoles

Atrani (Costiera Amalfitana) – Photo by Paolo Costa Baldi. License: GFDL/CC-BY-SA 3.0 [GFDL or CC BY 3.0], via Wikimedia Commons

A rota até Nápoles se estende por algumas horas, e para dar uma pausa na direção, descanse em Arezzo, a 230 km de Roma. Esta cidade da província de Toscana deve ser incluída em seu roteiro, pois Arezzo é uma verdadeira obra-prima medieval.

Depois de uma longa viagem, chegamos à Nápoles. A baía, as montanhas e o bestial vulcão Vesúvio se juntam com a eufórica alegria italiana; Nápoles nascida das mãos dos gregos é a congregação de etnias e culturas numa bagunça deliciosa que faz o turista nunca mais esquecê-la.

Nápoles tem um trânsito menos fluído que as outras cidades, e no centro histórico nem podemos chamar as vias de ruas – na verdade, elas são tão estreitas que parecem ruelas. Há de se dizer que a sensação é um pouco claustrofóbica em alguns locais, os prédios parecem engolir todos os raios solares, no entanto, é justamente esta aparência medieval, quase absurda, que garante um dos passeios mais interessantes pela cidade.

Roteiro Mônaco, Nápolis e Gênova

O Centro Histórico de Nápoles guarda várias suntuosas igrejas antigas: a Duomo di Napoli, a Monastero di Santa Chiara e a Basilica di San Domenico Maggiore. Dirija devagar para encontrar estas atrações, nem todas ganham destaque na paisagem. Também situado no centro histórico, o espetacular Museo Archeologico Nazionale revela aos turistas as consequências da erupção do Monte Vesúvio que dizimou Pompéia, cidade vizinha de Nápoles.

roteiro-monaco-genova-e-napoles

Monte Vesúvio – By Miguel Hermoso Cuesta (Own work) [CC BY-SA 4.0], via Wikimedia Commons

O Porto de Nápoles não tem muitas atrações, sendo uma opção apenas para contemplação. Passando por ele, chegamos à Piazza del Plebiscito. A praça do século XIX é ladeada pela Basílica San Francesco di Paola e pelo Palazzo Reale. Aproveite a visita para entrar no Palazzo Reale e ver de pertinho a sala do trono e os objetos do seu museu. Seguindo a pé, a poucos metros dali, está o Teatro San Carlo e a Galeria Umberto I.

Em Nápoles, é fácil se deparar com castelos medievais, e a poucos minutos da Piazzo Del Plebiscito está o Maschio Angioino, um castelo de 1279 feito de pedras. E para consagrar o momento, que tal fazermos um tour pelos castelos da cidade? Entre na Via Nazario Sauro para chegar ao Castel dell’Ovo, o mais antigo da cidade. Saindo um pouco do centro, a 5 km da região está o Castel Sant’Elmo. Localizado num morro, ele proporciona uma visão panorâmica de Nápoles.

Para os entendidos de gastronomia italiana, Nápoles é a cidade com as melhores pizzas do país! A L’Antica Pizzaria Da Michele é tão boa, mas tão boa, que ninguém sai da cidade sem apreciar as suas pizzas. No filme “Comer, Rezar e Amar” estrelado por Julia Roberts, o lugar aparece em cena como a melhor representação do pecado da gula. Por isso, para terminar o passeio pela Itália, siga até a Via Cesare Sersale e encerre, sem peso na consciência, este roteiro pela costa européia.

Como chegar

Mônaco até Gênova: Para sair do Principado você precisa fazer uma boa volta, primeiro siga pela Av. de France/D6098 e somente na rotatória você muda o curso, pegando a terceira saída sentido Av. Notre-Dame Bon Voyage/D6007. Continue pela D6007 e vire à direita na Bretelle du Vistaero/D51. Siga pela D51 e depois faça a curva à esquerda para entrar na A8/E80 sentido Gênova. Adiante, cruze a fronteira e  siga pela A10. A direção agora é pela A10/E80. Depois de 12 km entre na A7, continuando pela E25.

Gênova até Arezzo: Ao sul, saia de Gênova pegando a rodovia E25. Continue pela A7 e depois entre na A12 em direção a Genova/Livorno. Na cidade de Pisa, entre na Viareggio-Camaiore em direção a Lucca/Firenze para então entrar na A11. Continue pela rodovia e, após cruzar Florença, siga pela A1 pegando a saída sentido Arezzo.

Arezzo até Nápoles: Entre na Raccordo Arezzo-Battifolle e na rotatória siga para a segunda saída sentido A1/E35. Continue por esta via que se transforma em A1. Depois de 400 km você estará próximo à Nápoles. Entre na A3 para chegar ao centro da cidade.

E o que você achou do nosso roteiro? Deixe o seu comentário!

Receba as ofertas Rentcars.com!

Você fará parte da nossa lista vip para receber ofertas exclusivas com até 60% de Desconto!

Compartilhe

Todos os esforços foram feitos para validar todas as informações dos textos publicados neste blog no momento da sua redação, porém a Rentcars.com não se responsabiliza por imprecisões ou alterações futuras que possam ocorrer em função do dinamismo das ofertas e condições do mercado de turismo. Os artigos aqui publicados, bem como os eventuais comentários de seus leitores, têm caráter meramente informativo e cabe ao cliente validar antecipadamente junto a Rentcars.com e/ou Locadoras qualquer informação que possa afetar seus planos de viagem.

4 comentários »

  1. GILSON GUIMARAES disse:
    26/02/2016 - 10:46 AM

    Bom dia!
    Sou agente de viagens em Goiânia, muito satisfatório essa viagem de informações que você nos passa sobre Mônaco, Gênova e Nápoles, com certeza irei passar para meus clientes que pretendem ir.
    grato,

  2. Rentcars.com disse:
    26/02/2016 - 2:36 PM

    Olá Gilson, boa tarde!

    Ficamos contentes que tenha gostado das dicas sobre essa viagem incrível por Mônaco, Gênova e Nápoles. Ficamos honrados em saber que o texto poderá ser útil também aos seus clientes. Conte sempre conosco.

    Equipe, Rentcars.com

  3. Ana disse:
    12/09/2016 - 6:32 PM

    Estaremos em Genova no mês de novembro e gostariamose passaram dia em monaco mas sem carro .
    Você tem alguma sugestão?
    Parabéns ! Pelo blog.
    Obrigada,
    Ana

  4. Rentcars.com disse:
    13/09/2016 - 9:07 AM

    Olá Ana, como vai?

    Mônaco tem apenas 2km em sua totalidade, portanto, não há necessidade direta de um carro para desfrutar de suas atrações. O carro é interessante para quem não vai ficar hospedado lá, ou vai com filhos pequenos, mas quer aproveitar a passagem pela região para ir curtir um pouco de todo o glamour que o país oferece. No seu caso, como estarão hospedados em Gênova, utilizar um carro para fazer esse roteiro completo é uma ótima opção, pois a região toda é incrível e merece destaque nessa verdadeira viagem dos sonhos.

    Ficamos felizes que esteja gostando do blog, sua opinião é muito importante para nós. Conte conosco sempre que precisar.

    Rentcars.com
    4003 7368 (Capitais) | 0800 604 7368 (Demais Localidades)

Feed RSS dos comentários deste post TrackBack URL

Deixe um comentário