23.out.2013 | Silvia Cardoso | Roteiros na Europa

Roteiro: cidades medievais da Alemanha

Nosso roteiro de hoje faz paradas em cidades que já são ponto de referência para viajantes há muito tempo. Se você quer um passeio pelas cidades medievais na Alemanha, não deixe de passar em ColôniaRothenburgLübeck!

 

Cavaleiros, donzelas, batalhas, castelos, pontes, monges, intrigas, espadas e lanças. Isso causa algum tipo de sentimento em você? Se sim, você deve ter imaginado cenas de filmes ou imagens criadas quando você lia algum livro. A idade medieval é muito marcante na história do mundo e desperta a imaginação de muitos até hoje. Para os amantes desse período ou para aqueles que simplesmente amam qualquer tipo de história e se sentem navegando em flashbacks temporais, a Alemanha é um prato cheio para esse tipo de visita.

Lar de grandes civilizações ao longo dos séculos, o país germânico abriga cidades que foram construídas há centenas de anos e duram até hoje, preservando grande parte da sua magia e histórias incrustadas em cada pedra utilizada em seu nascimento. É por esse motivo que a Rentcars.com vai dar várias dicas para você que vai visitar a Alemanha e sonha em fazer uma road trip especial pelo país. Confira nosso roteiro pelas cidades Medievais da Alemanha e curta uma verdadeira viagem no tempo.

Colônia

Ponte Hohenzollern em Colônia, Alemanha

Ponte Hohenzollern, cartão-postal de Colônia

Partindo de Frankfurt, a primeira dica é a belíssima cidade de Colônia no interior do país. Esta cidade foi fundada entre 19 e 18 a.C. ou seja, possui pelo menos 2030 anos! Parada imperdível para amantes de história, Colônia fazia parte da grande estrada utilizada por Roma e seus legionários. Até hoje existem duas ruas nesta cidade que são centros comerciais desde aquela épocas, o Cardo Maximus e Odecumanus Maximus, correspondem hoje a Hohe Strasse e a Schildergasse.

Essa cidade medieval oferece inúmeros roteiros maravilhosos, como a Catedral de Colônia ou Kölner Dom, que segue o estilo gótico de construções e que demorou cerca de 600 anos para ter sua construção finalizada (de 1248 a 1880). A Kölner Dom já foi o prédio mais alto do mundo com 157 metros de altura e, como se já não bastasse, a catedral ainda guarda os restos mortais dos Três Reis Magos, que fazem parte da história cristã, e os restos da Madonna de Milão.

Outras excelentes dicas de visita em Colônia são: o Distrito Rheinauhafen, que foi totalmente remodelado para atrair turistas, combinando traços da Idade Média com arquitetura contemporânea, e oferece inúmeros cafés, bares e lojas. A Ópera e a Filarmônica da cidade são ótimas pedidas para os amantes de artes e abrigam exibições dos maiores artistas da atualidade. Por fim, o famosíssimo prédio da prefeitura Cologne City Hall que possui a obra de arte de arquiteto Wilhelm Vernukken, a belíssima Loggia, similar a estrutura de vidro existente na entrada do museu do Louvre em Paris. O prédio da prefeitura enfrentou o terror de praticamente todas as guerras que devastaram a Alemanha, incluindo um fortíssimo bombardeio Aliado durante a Segunda Guerra Mundial, porém, sempre se reergueu e continua ostentando todo seu poder desde os períodos do Império Romano. Colônia ainda dispõe de cerca de 170 estátuas e poços espalhados ao longo da cidade, frutos da era medieval.

A distância entre Frankfurt e Colônia é de 190 km, aproximadamente 2 horas de viagem.

Rothenburg

Torre de Sieber e casa com arquitetura característica germânica

Torre de Sieber, na Old Town de Rothenburg

Saindo de Colônia é hora de visitar Rothenburg ob der Tauber, ou apenas Rothenburg, a cidade dos castelos. Para isso, você precisa voltar um pouco no caminho, passando perto de Frankfurt novamente. No total, a distância entre Colônia e Rothenburg é de 359 km, ou aproximadamente 3 horas e meia de viagem.

Rothenburg parece ter saído diretamente da imaginação de um romancista e abriga todos os detalhes que os amantes desse movimento podem desejar. Castelos lindos em meio as florestas da região da Baviera, mosteiros no alto de colinas, pontes ligando sonhos a realidade e uma paisagem exuberante digna de capa de revista. A cidade ainda se divide entre a moderna Rothenburg e a medieval Rothenburg, esta última, cercada por muralhas e com seus telhados todos rubros, dando significado ao apelido de “Fortaleza Vermelha”, local que serviu de cenário para inúmeras filmagens como a do filme Pinóquio, dentre outros.

Praça na parte medieval da cidade de Rothenburg

Parte medieval de Rothenburg

Dentro da fortaleza você passará por várias vielas e casas que o transportam diretamente para o século 13 e fazem você esquecer-se de todas as chateações do mundo moderno atual. Lá, você também poderá visitar vários museus destacando-se o de Criminologia, que mostra artefatos de tortura utilizados para “extrair” a verdade daqueles que foram considerados suspeitos por crimes na era medieval alemã.

A cidade ainda oferece anualmente, na data de Pentecostes, o festival “Der Meistertrunk” que significa o “gole do mestre”. Esse festival remete a uma lenda local a qual conta que na Guerra dos Trinta Anos, em 1631, a cidade foi tomada por um General Católico que pretendia atear fogo na cidade. Os conselheiros então se reuniram e decidiram presentear o general com um copo de vinho que continha mais de três litros da bebida, o General gostou do presente e sadicamente propôs que pouparia a cidade se algum cidadão tomasse toda a bebida com apenas um gole. Eis, que o então, o prefeito deu um passo adiante e surpreendeu todos, tomando o delicioso vinho em apenas um gole, salvando assim Rothenburg ob der Tauber de um trágico fim.

Lübeck

Vista do jardim Portão de Holsten ao fundo

O Portão de Holsten, em Lübeck

Deixando a histórica Rothenburg e finalizando nossa viagem pela Alemanha medieval, devemos seguir até Lübeck, a rainha de todas as cidades hanseáticas. Lübeck é tão linda e tão carregada de história que em 1987 foi considerada Patrimônio Mundial da UNESCO. Fundada em 1143, a cidade era sinônimo de liberdade e igualdade. Suas leis eram tão progressistas para o seu tempo que serviram como base para a fundação da legislatura de cerca de outras 100 cidades ao redor do Mar Báltico. Cresceu tanto que ficou a frente da Liga De Cidades Mercantis Hansa (ou Liga Hanseática) e tornou-se um polo comercial no mundo antigo, sendo visitada diariamente por pessoas de quase todas raças e tribos.

Tempo é o que você precisa para visitar Lübeck. Muito tempo, pois a cidade disponibiliza inacabáveis opções de visitas culturais e históricas, como o centro ao redor de sua prefeitura, o Hospital Heiliger-Geist, o Castelo Burgkloster, o Koberg, que é um quarteirão inteiro preservado do século XIII, a porta da cidade, Holstentor, o armazém de Sal da antiga cidade Hanseática, o Salzspeicher e muitas outras opções que parecem brotar a cada rua desta cidade, considerada a representação viva da Idade Média através de sua belíssima arquitetura.

Se você sobreviveu a este tsunami histórico, com certeza é merecedor de um bom descanso para curtir muita diversão na região. Isso também pode ser encontrado em Lübeck. A cidade deixa de lado seu a cultura mais reservada, para mostrar uma vida noturna bem agitada e repleta de atrações. Não bastasse toda história e badalação noturna, Lübeck ainda foi berço de três vencedores do prêmio Nobel, Günter Grass, Thomas Mann e Willy Brandt. Na cidade existem museus e casas que expõem por completo os detalhes de seus trabalhos e vidas, vale a pena reservar um tempo do passeio para desfrutar também dessas histórias.

Dica especial: caso consiga sair desse paraíso de cidade, leve consigo a especialidade culinária local, o Marzipan de Lübeck, que consiste numa deliciosa massa de amêndoas, feita nos fornos locais.

De Rothenburg até Lübeck são 620 km, o que a gente sabe que é uma longa jornada. Se você quiser parar no meio do caminho e ainda conhecer mais cidades alemãs, nossa sugestão é fazer uma parada em Hanôver, a 422 km de Rothenburg, e em Hamburgo, que já fica bem perto de Lübeck.

Veja no mapa abaixo como ficou o nosso roteiro com todas as paradas!

 

 

Realizando esse roteiro incrível você visitará em poucos dias milhares de anos da história da humanidade e da vida europeia. Cada passo dado nessas lindas localidades repetem os mesmos passos das lendas e heróis medievais. No fim de tudo, controle-se para não querer você mesmo viver em um castelo medieval, pois o encanto é inevitável!

 

Receba as ofertas Rentcars.com!

Você fará parte da nossa lista vip para receber ofertas exclusivas com até 60% de Desconto!

Compartilhe
Comentários desativados em Roteiro: cidades medievais da Alemanha

Todos os esforços foram feitos para validar todas as informações dos textos publicados neste blog no momento da sua redação, porém a Rentcars.com não se responsabiliza por imprecisões ou alterações futuras que possam ocorrer em função do dinamismo das ofertas e condições do mercado de turismo. Os artigos aqui publicados, bem como os eventuais comentários de seus leitores, têm caráter meramente informativo e cabe ao cliente validar antecipadamente junto a Rentcars.com e/ou Locadoras qualquer informação que possa afetar seus planos de viagem.

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda sobre o post. Seja o primeiro a comentar.

Feed RSS dos comentários deste post

O formulário de comentários está fechado no momento.