19.fev.2014 | Rentcars.com | Destinos

Ecoturismo em Curitiba e região metropolitana

Destaque entre uma das capitais mais verdes do Brasil, a prática do ecoturismo em Curitiba é muito comum na região. Isso porque as atrações dentro da cidade se estendem à região metropolitana, garantindo momentos que vão da pura calmaria em meio a cenários incríveis passando pela adrenalina vivida nas corredeiras e paradões de diferentes paisagens. As atividades variam muito de um lugar para outro e, por isso, conseguem agradar quaisquer perfis de turista.

ecoturismo-em-curitiba

MON – Por Pixabay – museum-curitiba-eye-contemporary-1261740/

Para fazer a escolha certa, nada melhor que conhecer as opções, alugar um carro e partir rumo à felicidade, com destino ao lugar que possa superar todas as suas expectativas. E se houver disponibilidade, por que não curtir todas as alternativas? Você decide!

Curitiba

Como a nossa primeira parada é ainda na capital paranaense, o primeiro passo é conhecer todas as possibilidades oferecidas pela cidade. Sem sair das imediações curitibanas, uma opção muito bacana e ao ar livre é o Bike Tour Interparques. O passeio percorre as ciclovias que ligam os parques de Curitiba, passando por lugares como Passeio Público, Bosque do Papa, Parque São Lourenço, Parque Tanguá, Parque Tinguí e Parque Bariguí.

Nos ginásios e academias, o que atraem os visitantes é a escalada indoor. A atividade pode ser praticada em paredões de diversas alturas e diferentes níveis de dificuldades. Para encontrar o espaço adequado, a dica é consultar agências de turismo, onde será possível obter informações sobre preços e horários.

São José dos Pinhais

Na cidade que fica a 7 km de Curitiba, o leque de atrações ecoturísticas só aumenta. São diversas agências espalhadas pela cidade, responsáveis por movimentar o destino, mantendo todo mundo em ritmo intenso e em contato com a natureza.

O Bungee Jumping se destaca entre as demais possibilidades e atrai principalmente os mais aventureiros em busca de fortes emoções. Os saltos são feitos em pontos estratégicos e só podem ser praticados por quem pesa mais de 40 kg e não apresenta nenhum problema de saúde.

Para quem tem medo de altura ou quer fugir da adrenalina, a melhor alternativa é percorrer a rota rural e visitar mais de 30 vinícolas. Os passeios podem ser feitos em excursões guiadas e contemplam a degustação de diferentes vinhos produzidos na região, bem como de queijos e doces. Se a viagem for feita em agosto, o visitante pode participar da Festa do Vinho, quando a cidade toda se reúne para comemorar os bons frutos e lucros vindos das uvas plantadas na região. Durante o evento, shows e feiras animam os participantes, garantindo momentos de pura diversão.

Para chegar a São José dos Campos, basta sair de Curitiba em direção ao oeste e seguir pela Avenida Comendador Franco. São menos de 20 minutos de viagem, dependendo do local de partida.

Morretes

Mais próximo ao litoral, Morretes ganha os ecoturistas com a grande variedade de trilhas em meio à serra. Uma delas passa pela Cachoeira Marumbinista, onde, ao longo do caminho, os aventureiros se encontram com diversas piscinas naturais, formadas pelas queda d’água do Rio Taquaral. De nível fácil, as caminhadas duram apenas 45 minutos. A cachoeira fica dentro do Parque Estadual do Pico do Marumbi, onde a rica vegetação da Mata Atlântica pode ser contemplada de perto. São diversas trilhas, com diferentes níveis de dificuldade, agradando desde os menos experientes aos mais familiarizados com caminhos íngremes.

Ainda no ritmo das caminhadas, uma trilha muito conhecida e de grande importância em Morretes é o Caminho do Itupava, que aproxima os viajantes de belezas únicas encontras na região, como as orquídeas, saguis e beija-flores. A experiência fica ainda mais enriquecedora graças às ruínas encontradas ao longo do percurso, as quais disputam a atenção de todos com os santuários e antigas construções que resistiram ao tempo e hoje são protagonistas dos muitos causos contados pelos guias durante a excursão.

Percorrer a região rural nos arredores da cidade é outra atividade de interesse para os ecoturistas. De bicicleta, os visitantes conhecem as plantações e os pequenos rios que cortam Morretes. O trajeto, de 12 km, é trilhado com o apoio de um guia, responsável pelo aluguel da bicicleta e de equipamentos de segurança, como capacetes e luvas.

Morretes fica a 68 km de Curitiba e o acesso da capital paranaense até lá pode ser feito de duas maneiras: de carro, pela BR-277; ou de trem, saindo da estação ferroviária na capital paranaense.

Colombo

A mais charmosa entre as cidades da nossa rota, Colombo mantém casas e igrejas construídas com um estilo que lembra a arquitetura europeia. No entanto, a principal atração do destino fica longe dos edifícios de concreto erguidos pelos pioneiros da região e se esconde em lugares escondidos nos arredores, onde o colorido da serra e da Mata Atlântica recebe o turista de braços abertos, oferecendo-lhes muitas possibilidades ecoturísticas.

No Morro da Cruz e na Cascata do Ribeirão das Onças, as trilhas podem tomar longas horas do dia do visitante. Ao caminhar entre estes lugares, será possível sentir de perto a imponência da mata, se banhar em rios, piscinas naturais e cachoeiras, além de contemplar visuais panorâmicos como nenhum outro na região.

No mesmo ritmo, o Parque Municipal Gruta do Bacaetava recepciona os interessados em conhecer a paisagem local com um Centro de Visitantes, de onde todos partem em direção à trilha que dá acesso à gruta. Lá dentro, a Capela é outra atração turística, responsável por atrair fiéis da igreja católica. O passeio é revigorante, graças ao contato muito íntimo com a natureza.

De volta à cidade, há muito mais esperando o turista: casarões históricos, igrejas centenárias, rota rural e uma casa de cultura, responsáveis por manter os viajantes que chegam à cidade com uma programação bem movimentada, possibilitando um melhor aproveitamento da estadia por lá. O acesso a Colombo pela Rodovia Mauro Bernardo, saindo de Curitiba em uma viagem que percorre apenas 17 km de estrada.

Agora que você já conhece quais são as paradas obrigatórias na região metropolitana de Curitiba para quem quer praticar ecoturismo, é só se programar, alugar um carro e cair na estrada.

Compartilhe

Todos os esforços foram feitos para validar todas as informações dos textos publicados neste blog no momento da sua redação, porém a Rentcars.com não se responsabiliza por imprecisões ou alterações futuras que possam ocorrer em função do dinamismo das ofertas e condições do mercado de turismo. Os artigos aqui publicados, bem como os eventuais comentários de seus leitores, têm caráter meramente informativo e cabe ao cliente validar antecipadamente junto a Rentcars.com e/ou Locadoras qualquer informação que possa afetar seus planos de viagem.

Nenhum comentário »

Nenhum comentário ainda sobre o post. Seja o primeiro a comentar.

Feed RSS dos comentários deste post TrackBack URL

Deixe um comentário