24.set.2014 | Rentcars.com | Dicas

9 dicas rápidas para cuidar bem do seu carro

Para aumentar a vida útil de seu carro, é importante que ele não seja tratado como um objeto qualquer, mas como um companheiro que precisa de cuidados para funcionar bem – e também para maior segurança dos passageiros. Isso pode fazer com que seu carro consuma menos combustível e emita menos gás carbônico, além de fazer com que rode muitos quilômetros a mais, comparado a um carro mal cuidado.

9 dicas para cuidar bem do seu carro

Se você cuidar bem do seu carro, dificilmente será deixado na mão. Por isso, separamos 9 dicas importantes para você cuidar bem do seu veículo:

1- Verificar a pressão adequada dos pneus

Andar com a pressão dos pneus no ponto ideal ajuda a diminuir significativamente o consumo de combustível. Além disso, impede o super aquecimento que pode causar desde desgaste precoce e gastos desnecessários com a troca antecipada dos pneus, até acidentes. A pressão que deve ser usada, para quem não sabe, vem sempre impressa no manual, na porta do carro e nas laterais de cada um dos pneus. Esse valor varia de acordo com o modelo do veículo ou ainda com a quantidade de peso que você carregará nele durante uma viagem, por exemplo. Consulte sempre o manual do veículo para não ter dúvidas.

2- Verificar o óleo do motor

Muitas pessoas passam muito tempo sem verificar o óleo do motor do veículo. No entanto, este, responsável pela refrigeração, limpeza e lubrificação do motor, o coração do automóvel, deve ser verificado regularmente. Cheque sempre o adesivo que fica colado no para-brisa do veículo: lá você pode encontrar a data em que a troca deverá ser feita. Além disso, fique atento também ao mostrador do painel, pois ele sempre fornecerá informações importantes sobre o seu veículo. Mas atenção: sempre procure uma oficina autorizada para realizar a operação de troca.

3- Use sempre peças originais

Pode ser realmente tentador, ao ter que trocar uma das peças do veículo, usar aquelas genéricas, com preços mais atrativos. Mas preste muita atenção, pois esse pode ser um barato que sairá muito caro. As peças legítimas, ao contrário de muitas das genéricas, passam por rigorosos testes que verificam a segurança e a qualidade, de forma a trazer somente benefícios para seu veículo, assim como para a segurança do motorista e dos passageiros. Fique atento também à oficina em que vai realizar a troca. Se o mecânico instalar peças com qualidade inferior sem o seu consentimento, pode ser acionado judicialmente caso aconteça algum problema. Mas não queremos ter problemas, certo? Para evitar problemas, procure sempre oficinas de confiança e revendas autorizadas para qualquer procedimento que envolva cuidados com seu veículo.

4- Não dirija com o motor super aquecido

No painel do veículo você encontra um termômetro que informa a temperatura do motor. Caso esteja acusando super aquecimento, pare o veículo em um local seguro e abra o capô do carro, esperando esfriar completamente. Em seguida, abra o reservatório de água e verifique o nível que, se estiver abaixo do recomendado no próprio reservatório, deve ser completado. Mas por que devo esperar o carro esfriar? Muito simples: quando o motor esquenta, a água que é usada para seu resfriamento estará, consequentemente, muito quente, podendo conter vapores em alta pressão que podem causar queimaduras muito graves. Para evitar que haja super aquecimento, no entanto, você deverá verificar o nível constantemente, podendo ser uma frequência semanal, ou sempre antes de fazer percursos mais longos, como viagens.

5- Não deixe a mão sobre o câmbio, nem o pé sobre a embreagem

Quando estiver dirigindo, evite deixar a mão sobre o câmbio. É um erro muito comum que parece pequeno e inofensivo, mas isso é prejudicial ao veículo, apesar de não parecer. Isso porque a alavanca de câmbio está conectada diretamente à caixa de marchas, e qualquer pressão, por menor que seja, será transmitida ao seletor. Em um primeiro momento, o ato parecerá mesmo inofensivo, mas com o tempo, a troca de marchas passará a fazer barulhos e terá uma durabilidade muito menor.
O mesmo acontece com a embreagem. Muitos motoristas mantêm o pé na embreagem enquanto dirigem, mas esse vício pode custar caro. O conjunto da embreagem possui um funcionamento ativado por fricção e ao manter o pé na embreagem, o engate permanece desacoplado, gerando atrito e ao desgaste prematuro – ou até mesmo a quebra.

6- Cuide do ar condicionado

Se seu veículo possui ar condicionado, aceite uma verdade: o veículo gasta sim mais combustível quando está sendo conduzido com o ar ligado. Tudo pelo conforto, certo? É importante, para a conservação do sistema, que o ar seja ligado pelo menos uma vez na semana, mesmo durante o inverno. Além disso, uma dúvida de muitas pessoas é a respeito do gás. O gás do ar condicionado não precisa ser reposto, pois não gasta. Isso será necessário somente caso haja algum problema no sistema.

7- Confira o óleo da direção hidráulica

Muito importante, mas pouco lembrado por motoristas, o óleo da direção hidráulica também precisa ser conferido regularmente. Esse, no entanto, não vai abaixar o nível se tudo estiver funcionando como deve. Caso esteja abaixo do nível indicado, é preciso que, além de completar, você procure um mecânico de confiança para checar o problema.

8- Alinhamento e balanceamento

É importante fazer o alinhamento e o balanceamento para evitar desgastes irregulares dos pneus, além de aumentar a segurança dos passageiros. Os dois procedimentos são recomendados a cada 10 mil quilômetros rodados, ou ainda em caso de trocas de pneus ou outros componentes, e também em caso de batida nas rodas, direção sobre trechos longos de trepidações ou condições climáticas extremas. A imprecisão ou vibração ao dirigir podem ser indicativos de que, mesmo sem fechar os 10 mil quilômetros, seu veículo precisa passar pelos dois procedimentos.

9- Cuidado com os vidros e a lataria

Os vidros do carro precisam ser limpos constantemente, no entanto, nunca ligue o limpador de para-brisa quando o vidro estiver seco, pois isso poderá, com o acúmulo de poeira e sujeira, riscá-lo. É importante manter os vidros sempre limpos também para melhorar a visibilidade e, para isso, use muita água, detergente suave e uma flanela macia.
Já a lataria vem protegida contra a ferrugem e outros agentes nocivos, mas é comum que aconteçam riscos, batidas pequenas nas portas e pequenos amassados que não devem ter o conserto adiado. As batidas, mesmo que pequenas, podem retirar essa proteção, causando danos piores e gastos maiores na hora em que você resolver arrumar.

Aumentar a durabilidade do veículo envolve muitos cuidados. Além de tudo que foi citado, é importante também que você realize dentro do período planejado, as revisões completas, ou ainda sempre que for viajar. A vantagem de fazer viagens com veículos alugados é que, além de escolher um carro apropriado, com o espaço que você precisa para acomodar os companheiros de viagem e suas bagagens, ele já está preparado para cair na estrada, com a revisão e todos os procedimentos necessários realizados. Por isso, planeje sua próxima aventura, alugue um veículo e caia na estrada com muito mais segurança.

Compartilhe

Todos os esforços foram feitos para validar todas as informações dos textos publicados neste blog no momento da sua redação, porém a Rentcars.com não se responsabiliza por imprecisões ou alterações futuras que possam ocorrer em função do dinamismo das ofertas e condições do mercado de turismo. Os artigos aqui publicados, bem como os eventuais comentários de seus leitores, têm caráter meramente informativo e cabe ao cliente validar antecipadamente junto a Rentcars.com e/ou Locadoras qualquer informação que possa afetar seus planos de viagem.

Nenhum comentário »

Nenhum comentário ainda sobre o post. Seja o primeiro a comentar.

Feed RSS dos comentários deste post TrackBack URL

Deixe um comentário